Reciclar é preciso: passo a passo para fazer objetos de páscoa recicláveis

Reciclar é mais do que necessário. A reciclagem de materiais deve ser sempre incentivada como uma forma de buscarmos um mundo mais sustentável. Você pode aproveitar a época de Páscoa para reciclar materiais da sua casa e criar coelhinhos e personagens para as crianças.


Hoje, trazemos essa dica para você fazer objetos na escrivaninha ou como enfeite de mesa e de ovinhos. Você vai precisar apenas de caixas de leite ou copinhos de plástico, alguns outros itens que listamos e criatividade!

Você vai precisar de:

  • Caixas de leite, suco ou copos de plástico
  • Tinta acrílica ou papel contact
  • Pincel
  • Tesoura
  • Cola
  • Canetinha preta, rosa e vermelha
Materiais necessários para fazer seu próprio coelhinho

Passo a passo:

  1. O primeiro passo é reservar um espaço para guardar as caixas de leite usadas ou copinhos de plástico que irá usar.
  2. Depois que tiver juntando um bom número, corte a parte de cima da caixa de leite ou suco. Lave bem com água morna e sabão e deixe secando de cabeça para baixo. Faça o mesmo caso utilize os copos de plástico.
  3. Pinte as caixas e copos com a tinta acrílica ou cubra-os com o papel contact. Aplique novas demãos caso seja preciso para cobrir as embalagens e espere secar.
  4. Com um lápis você desenha o rosto dos coelhinhos e orelhas. Ou aplique olhinhos e o molde da carinha do coelhinho em papel. (Procure deixar a largura e altura do mesmo tamanho para que os rostinhos desenhados fiquem mais uniformes e harmônicos. )
  5. Utilize as canetinhas para marcar o nariz, bigodes, olhos e orelhinhas. Ou cole os olhinhos e bigode. Solte a criatividade para pensar em mais enfeites, como laços, ou chapéu.
  6. Para que sua caixinha dure mais, passe um ou duas camadas de cola ou verniz acrílico. Deixe secar e ele estará pronto para uso!

Além de ser divertido, é uma forma de reciclar embalagens, reaproveitando e re-significando materiais do uso no dia a dia.

Lindos coelhinhos com materiais recicláveis

Outro material e funcionalidade que você mesmo pode fazer é um porta celular de coelhinho da páscoa. A partir de embalagens de shampoo e condicionador, por exemplo.


Publicado por
Em 27 de fevereiro de 2019

Escrever um comentário

O que é o cooperativismo e como ele pode ajudar em seu negócio?

Em tempos de crise econômica o cooperativismo surge como uma boa possibilidade para empreendedores saírem da crise. Mas você sabe o que ele é e como funciona? Trata-se de um modelo econômico colaborativo. Nele, as pessoas trabalham de forma cooperada, ou seja, em conjunto, a partir de interesses em comum. Seja na área de consumo, educação, saúde, entre outros…Aqui, a ideia é que todos possam se beneficiar, obtendo melhores resultados e mais economia.

O cooperativismo como solução para o empreendedor

Ao fazer uma compra conjunta, por exemplo, é possível negociar preços mais baixos e condições de pagamento diferenciadas. Isso faz com que os lucros de todos aumente.

Por isso, para quem está começando um novo negócio, associar-se a uma cooperativa pode ser uma boa ideia. É como diz aquele velho ditado, “a união faz a força”. O empreendedor pode combinar diferentes competências e oferecer produtos melhores.

Para quem se interessou pela ideia, verifique se já existe uma cooperativa em sua região, pois é possível entrar em uma já existente. Caso não exista, você pode se preparar para abrir uma cooperativa, observando as necessidades locais e viabilidade econômica do negócio. Ao final, um grande diferencial nesse modelo de trabalho é saber atuar em equipe. Cada participante precisa ter bem definida sua função no grupo.


Publicado por
Em 9 de janeiro de 2019

Escrever um comentário

Compras mais sustentáveis

Nada melhor do que estar presente

Fim de ano é uma época de muita empolgação, não é mesmo? São os presentes, férias, comidas e festas: muitas festas! (E as piadas de tiozão, então? Nem se fala!) Tudo isso é realmente muito bom, mas você já refletiu quais os impactos dessas ações para o planeta? Seria possível passar por esse momento do ano buscando sermos mais sustentáveis? O desafio que propomos é que você reflita o que realmente precisa antes de comprar.

Claro que consumir faz parte de nossas vidas, porém vale a reflexão de como melhorarmos nosso estilo de vida. Mais do que o preço, qual o significado do que você irá comprar? Se não for possível você fazer seus presentes, que tal comprar um produto artesanal feito por comunidades, cooperativas ou instituições do terceiro setor?

Ao comprarmos objetos feitos com matéria-prima reciclada estamos reduzindo a quantidade de lixo produzido. Ao mesmo tempo, é possível encontrar lindas peças reutilizadas em brechós, feiras, sites ou aplicativos.

Por fim, vale considerar se o fabricante que você irá comprar é ambientalmente responsável. Vale a pena valorizarmos quem está colocando atenção a esses pontos tão importantes para o planeta, não é mesmo?

As festas e as piadas de tiozão vão ter outro sabor também se você buscar comprar alimentos cultivados em sua região, como frutas, legumes e verduras da época, evitando desperdício e custos maiores com transporte. Calcule bem as estimativas de comida, quanto menos desperdício, melhor para o planeta. E se sobrou comida na ceia do dia 24, por que não o deixar o almoço do dia 25 garantido?


Publicado por
Em 29 de novembro de 2018

Escrever um comentário

E na hora de armazenar? Vidro ou plástico?

Saiba qual é o mais seguro e qual aumenta a longevidade dos alimentos

Seja para consumo próprio ou para venda, para casa ou estabelecimento. Não importa a finalidade, na hora de armazenar os alimentos em recipientes, qual é melhor? Plástico ou vidro? Descubra agora qual a melhor maneira de guardar seus alimentos sem interferir no sabor e qualidade do produto.

A maioria dos potes de plástico são fabricados a partir do petróleo e o seu contato com o alimento acaba liberando algumas toxinas. Há estudos voltados para a substância Besfenol A, que interfere na produção de hormônios e funcionamento do sistema nervoso. Porém existem alguns recipientes de plástico sem o Besfenol A, eles são um pouquinho mais caros que os tradicionais, mas valem a pena.

É bom lembrar que os potes de plásticos adquirem manchas e rachaduras com mais facilidade, aumentando o descarte e prejudicando o meio ambiente. O plástico demora cerca de 450 anos para se decompor.

Já o vidro não tem nenhuma reação quando entra em contato com o alimento e o seu poder de conservação é maior. Quando bem higienizado, você pode até reaproveitar potes de produtos que já consumiu. Fique atento na hora de colocar os alimentos nos recipientes de vidro, pois muitos possuem a tampa plástica, então sempre deixe um espaço entre o alimento e a tampa.

Os potes de vidro costumam ser mais caros que os potes de plástico, porém quando bem conservados, a sua vida útil é bem maior, compensando o investimento. Faça essa troca aos poucos e traga mais qualidade para sua vida ou para o seu estabelecimento.

 


Publicado por
Em 1 de novembro de 2018

Escrever um comentário

A diferença que a embalagem faz no seu negócio

Detalhes do produto, informações mais visíveis e transparência são diferenciais muito grandes.

Atualmente o consumidor está bastante preocupado com o que está consumindo, desde aparência até informações nutricionais. Dessa forma, as embalagens dos produtos voltaram a ser pauta quando o assunto é alimentação e consumo.

Primeiro, nós compramos com os olhos. Dessa forma, queremos saber o que estamos comprando da forma mais prática e fácil possível. Antigamente as informações mais importantes vinham no verso, agora elas vêm na frente, à vista do consumidor.

Com toda a preocupação com a alimentação, veio a necessidade de ver o que vamos comprar, dessa forma, a grande maioria das embalagens aderiu à transparência, deixando o produto cada vez mais visível para o consumidor. Isso acontece para que ele possa saber o que está comprando e fazer a compra com mais segurança.

Outro ponto importante é maximização do consumo. Qualquer desperdício é sinônimo de perda de dinheiro. Tendo em vista essa questão, a previsão é de que as embalagens permitam o máximo de uso do produto, um exemplo são os produtos em pouches. Não faça o cliente desperdiçar o produto que ele comprou de você.

A embalagem é mais do que conservação da mercadoria ou estética, é também uma estratégia para atrair o consumidor e deixá-lo mais seguro do que está levando para casa. Se seu produto ainda não possui esse tipo de embalagem, que tal testar? Pode ser uma grande oportunidade para o seu negócio.


Publicado por
Em 5 de outubro de 2018

Escrever um comentário